Legislativo Protásio Alves – RS

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 15 DE JULHO DE 2014

Aos quinze dias do mês de Julho de dois mil e quatorze, às dezenove horas reuniram-se na câmara de vereadores de Protásio Alves, em Sessão Ordinária, os seguintes vereadores: Clairto Ochi, Antônio José Cassol, Egidio Stella, Lodovino Luiz Lorencet, Francisco José Defaveri, Roberto Prigol, Moacir Stella, Inácio Florindo Rampon, Valdecir Antônio Rampon. Feita a leitura da Ata da Sessão Ordinária anterior, aprovada por unanimidade, passou-se a ordem do dia: Projeto de Lei N° 034/2014 – Autoriza participação do Município na aquisição de equipamentos agrícolas; dá outras providências, baixado para comissão de Justiça e Redação. Projeto de Lei N° 035/2014- Autoriza o Poder Executivo Municipal a abrir crédito especial no orçamento do Município, aprovado por unanimidade. Projeto de Lei N° 036/2014- Autoriza o Poder Executivo Municipal a abrir crédito especial no orçamento do Município, aprovado por unanimidade. Projeto de Lei N° 037/2014- Altera Lei Municipal N° 716/2005, de 29 de Agosto de 2005, cria cargo de provimento efetivo e dá outras providências, aprovado por unanimidade. Projeto de Lei N° 038/2014- Autoriza o Poder Executivo Municipal a efetuar despesas com a realização da Festa do Colono e Motorista; dá outras providências, aprovado por unanimidade.

Pedido de informação dos vereadores  Egidio Stella, Inácio Florindo Rampon e Roberto Prigol que pedem: A prestação de contas da Semana do Município de 2014, e também a cópia dos laudos que atestam que os bens Municipais, que serão leiloados em 21 de Julho de 2014, são inservíveis ao fim que se destinam, aprovado por unanimidade. Explicações Pessoais: Vereador Egidio Stella: Senhor presidente, colegas vereadores, doutor Alcione, secretaria Denise  e as pessoas que nos assistem. Quero agradecer ao Nelson Gotardo e ao Lino Cecchin, são os dois  beneficiários dos grupos dos equipamentos, eu quero que me entendam que eu pedi pra baixar esse projeto por que eu vejo que ele não esta completo no item do equipamento do grupo do Lino, então isso vai pra comissão e daqui 15 dias vai ser aprovado com certeza, ninguém aqui é contra eu também não sou contra só quero que no papel esteja certo. E eu quero agradecer os vereadores que aprovaram esse meu pedido, meu do Roberto e do Inácio informação a respeito da semana do município na época passou pela câmara um valor de 50 mil e a gente não sabe como foi gasto e aonde foi gasto, então nada mais justo, até pra gente esclarecer pras pessoas que perguntam como foi gasto esse dinheiro durante a semana, então é só pra fins de conhecimento, e também o outro pedido que a gente tá pedindo o laudo das maquinas que vão  pro leilão pra ver mesmo se essas maquinas não tem mais utilidades para o município, que eu entendo que tem maquinas que vão ser leiloadas ali que deviam estar trabalhando e na verdade é muita informação desencontrada e a gente não sabe o certo o que esta acontecendo, então temos uma maquina muito boa que poderia estar prestando serviço pros agricultores, vereador Antônio já que a gente faz tanto por eles e acho que a gente deve fazer mais se a gente pode e tá  lá parada faz um ano e meio enquanto isso o nosso agricultor que quer investir busca maquina de fora pra arrancar toco pra fazer esterqueira pra chiqueiro e outras coisas mais e nós lá com uma escavadeira elétrica seminova parada, isso eu não concordo e acho que é um absurdo mas em fim vamos ver os laudos o que eles dizem que eu não tenho certeza de nada, mas é sempre bom a gente vê, era isso muito obrigado. Vereador Francisco José Defaveri: Senhor presidente, colegas vereadores, publico presente tínhamos um projeto de auxilio aos agricultores, no valor de 5 mil e 500 reais mostra o interesse que os agricultores tem na compra de

 

 

 

 

equipamentos mais modernos necessários na agricultura, acredito Egidio que seria nesse ponto desnecessária a solicitação de visto da comissão, visto que a capacidade do equipamento não alterava o valor final do projeto, mas tá no seu direito de solicitação, perfeito. Temos o projeto 035/2014 autoriza a abrir um credito no valor de 24 mil 650 como contrapartida ao valor de 29 mil do recurso da fundergs para a quadra de areia mais um incentivo ao esporte e também valoriza mento da  nossa área central da cidade, acredito que poderíamos encaixar esse projeto com recursos próprios a proposição do nosso colega Moacir penso que a arquiteta fará isso a construção de banheiros nessa quadra. Temos o projeto da festa do colono no valor de 10 mil reais necessário também para a manutenção das atividades como foi explicado anteriormente. Fomos interrogados durante a semana pela infestação do mosquito borrachudo, conversando com o secretario Jucimar, nós já temos o material necessário DTI para a aplicação a algum tempo já, porem como o ciclo de vida do mosquito é muito rápido e a 2 meses a vazão dos nossos rios e córregos é muito alta, impossibilita a aplicação, é o mesmo que colocar dinheiro fora, não haveria resultado nenhum aplicarmos esse DTI a algum tempo atrás para a alta vazão do mosquito, acredito que com a melhora do tempo para as próximas semanas vai ser aplicada o DTI nos rios na nossa localidade, penso que para isso, no momento era isso muito obrigado.Espaço de Lideres: Vereador Valdecir Antônio Rampon: Queria cumprimentar o senhor presidente, secretaria Denise, doutor Alcione, colegas vereadores e os demais que nos assistem, eu queria dizer ao colega Egidio pelas perguntas que ele me fez nos 40 minutos para debate, foi muito interessante, mas eu lhe digo assim colega vereador que o pessoal por fora imenda um monte de coisa, falar que o vereador viu arma isso é meio brabo por que  a gente fica ate constrangido por que já penso um funcionário que trabalha na saúde, andasse armado isso fica chato e o pessoal fora inventando isso fica pior ainda. E ficou bem claro que eu tive a conversa com ele eu tive conversando com ele sim, mas negocio de arma pra mim eu não vi nada agora aquele que te falo eu acho que tinha que pensa duas vezes antes de ter dito. Eu quero fazer um agradecimento ao secretario de obras, não quero desprezar o secretario que tinha antes, mas esse aqui pelo menos a gente pergunta, eu vejo que esse sim que esses dias de chuva, em baixo de chuva eu pedia pro secretario me mande brita, por que aqui em certos lugares nem a pé a gente conseguia passar nas estradas e o secretario mandava os caminhão em baixo de chuva, atendendo as pessoas, eu digo assim demoro mas apareceu o cara competente que tá fazendo o serviço nas obras, por que a gente aqui passou uma necessidade nas obras por que havia muita chuva e se o secretario não ajudasse ai a coisa ia fica feia, era isso muito obrigado.Vereador Antônio José Cassol: Senhor presidente, nobres colegas vereadores, nosso assessor jurídico Doutor Alcione, a nossa secretaria Denise, ao Marcio assessor do grande deputado  federal Alceu Moreira, obrigado por você estar presente, deputado exemplo lá em Brasília, atuante na agricultura então ande de cabeça erguida Marcio que você esta assessorando um excelente deputado federal. Quero dar os sentimentos de pesar a família Cecchin e a família Porta pela morte da  dona Adiles Cecchin Porta ocorrido no ultimo domingo, duas famílias muito grande no município, duas famílias tradicional então os meus sentimentos de pesar a essas duas famílias. Quero pedir escusos em nome do vereador Egidio ao produtor rural Lino Cecchin e ao Nelson Gotardo, mas vereador você foi um pouquinho infeliz em ter pedido vista hoje desse projeto ter baixado pra a comissão, essas pessoas trabalharam o dia inteiro, inclusive o Lino me acompanhou o

 

 

 

 

dia inteiro carregando pedra e eu pedi pra ele Lino vem na sessão que vai o teu projeto pra câmara, então vereador você tinha que ter vindo antes da uma olhada no projeto e se tivesse a ideia de não aprova tivesse ligado pra esses coitado que não viessem aqui, depois de um dia cansativo de trabalho viessem ai, é um mérito teu, é um direito teu você, você pode fazer e tá dentro da lei, mas eu acho que você não foi feliz, e peço desculpas para vocês e a próxima sessão se vocês quiserem vir venham senão da minha parte o projeto vai ser aprovado, ia ser aprovado ainda hoje. Quanto ao pedido de informação de vocês vereadores também vocês estão no direito mas quando a maquina não presta tem que ser vendida e com esses recursos, com esse dinheiro que vai ser arrecadado dessas maquinas, já tá sendo comprado um caminhão prancha, uma draga  PC 220, que essa ai é uma 150 ajudo muito, ajudo mas vai comprar uma melhor, tá chegando um trator de pneu, então essas maquinas quando começa a dar problema tem que vende, por que marca de maquina é nova, e vereador você me falou que em quanto tem maquinas paradas o povo vem buscando maquinas de fora, isso ai era quando você era secretario eu não consegui uma maquina em quatro anos é, não sei se era culpa tua ou do prefeito, mas eu não consegui uma maquina no tempo que você era secretario, então não adianta vim atirando pedra por que o cara que já apanhou sabe como é que é, era isso muito obrigado. Não havendo mais nada a declarar, o senhor presidente declarou encerrada a Sessão. Lembrando a todos que a próxima Sessão será no dia 29 de Julho de 2014.

Sala de Sessões da Câmara Municipal de Vereadores de Protásio Alves, 15 de Julho de 2014.

Ver. Clairto Ochi

Ver. Antônio José Cassol

Ver. Francisco José Defaveri

Ver. Roberto Prigol

Ver. Inácio Florindo Rampon

Ver. Lodovino Luiz  Lorencet

Ver. Valdecir Antônio Rampon

Ver. Moacir Stella

Ver. Egidio Stella